Formação Profissional em Saúde Coletiva

CARGA HORÁRIA:
460 HORAS
DISPONÍVEL POR:
60 DIAS
HORAS COMPLEMENTARES
75 HORAS

Pra quem é este curso:

Público-Alvo: Este curso é direcionado a Enfermeiros e Técnicos em Enfermagem com interesse em Saúde Coletiva  que desejam atualizar-se no assunto.

Sobre o Curso?
O que você vai aprender

A Formação Profissional em Saúde Coletiva promove ao profissional de Enfermagem uma visão ampla do trabalho na Saúde Coletiva, Programa de Saúde da Família e Saúde Indígena. Área que requer constante atualização. Esta trilha promove informações e conceitos aos que desejam iniciar na. Saúde Coletiva Você sairá com um certificado nesta área e poderá aumentar suas chances de reconhecimento.

  • SAÚDE DA FAMÍLIA
  • Saúde preventiva;
  • As atribuições dos profissionais das equipes de saúde da família, de saúde bucal e de ACS;
  • O trabalho em equipe e a transdisciplinaridade;
  • Uso de tecnologias leves na promoção da saúde: as visitas domiciliares e as atividades coletivas;
  • O papel das atividades coletivas;
  • Planejando um grupo educativo;
  • Aspectos éticos no trabalho em equipe, no domicílio e na interface com a comunidade;
  • Terminologia da saúde;
  • Planejamento e programação em saúde;
  • Epidemiologia;
  • Diabetes e hipertensão;
  • Saúde da criança;
  • Saúde do idoso;
  • Saúde bucal;
  • Promoção da saúde;
  • Processo saúde-doença e história natural da doença;
  • Vigilância e investigação epidemiológica;
  • Lista nacional de agravos de notificação compulsória;
  • Indicadores de saúde e sistematização da informação;
  • Coeficiente ou taxa;
  • Proporção;
  • Razão;
  • Indicadores mais utilizados em saúde coletiva;
  • Sistematização da informação em saúde;
  • Análise da ocorrência das doenças: endemias e epidemias;
  • Alimentação saudável;
  • Guia alimentar para a população brasileira;
  • Nutrição na gestação e lactação;
  • Avaliação nutricional;
  • Recordatório de 24 horas;
  • Questionário de frequência de consumo de alimentos (QFCA);
  • Registro de consumo de alimentos (RCA);
  • História alimentar ou dietética (HA);
  • Lactação;
  • Nutrição na infância e adolescência;
  • Avaliação nutricional;
  • Pontos de corte estabelecidos para adolescentes;
  • Recomendações nutricionais;
  • Nutrição do adulto;
  • Recomendações nutricionais e alimentares;
  • Nutrição do idoso;
  • Avaliação nutricional;
  • Pirâmide alimentar para a população idosa;
  • Recomendações nutricionais e alimentares;
  • Suporte básico de vida;
  • Parada cardiorrespiratória;
  • Como reconhecer os sinais de uma parada cardiorrespiratória (PCR)?;
  • Objetivos das manobras de reanimação cardiopulmonar (MRCP);
  • Protocolo de reanimação;
  • Sequência resumida dos passos para execução do suporte básico de vida e manobras de RCP;
  • O idoso e a abordagem da saúde da família;
  • Como abordar o idoso na saúde da família?;
  • Acesso ao idoso;
  • Anamnese;
  • Exame físico;
  • Avaliação do status funcional;
  • Avaliação nutricional;
  • Avaliação da visão;
  • Avaliação da audição;
  • Avaliação cognitiva;
  • Avaliação social;
  • Abordagem da criança e problemas mais comuns;
  • Aleitamento materno;
  • Acidentes na infância;
  • Dicas;
  • Doenças infecciosas;
  • Prevenção da desidratação;
  • Imunização;
  • Abordagem do adolescente e problemas mais comuns;
  • Prevenção à violência contra crianças e adolescentes;
  • Gravidez e adolescência;
  • Saúde do homem e da mulher - problemas comuns;
  • Doenças cardiovasculares;
  • Hipertensão arterial;
  • Procedimento para a medida da pressão arterial;
  • Doença coronariana;
  • Diabetes mellitus;
  • Neoplasias;
  • Câncer de pulmão;
  • Câncer de útero;
  • Câncer de próstata;
  • Câncer coloretal;
  • Trauma e sua prevenção;
  • Imunização do adulto;
  • Saúde mental - depressão;
  • Ansiedade.
  • EPIDEMIOLOGIA E SAÚDE PÚBLICA
  • Família, saúde e comunidade;
  • Sociologia da saúde: história e tema;
  • História da saúde coletiva e a saúde pública no Brasil;
  • Sus, as práticas assistenciais e os modelos de atenção em saúde no brasil;
  • Processo saúde e doença;
  • Promoção da saúde e prevenção de doenças;
  • Epidemiologia e saúde coletiva;
  • Conceituando epidemiologia;
  • Indicadores de saúde: taxas de mortalidade, natalidade e morbidade;
  • Risco, vulnerabilidade e práticas de prevenção e promoção da saúde;
  • Epidemiologia em serviços de saúde: conceitos, instrumentos e modo de fazer;
  • Vigilância epidemiológica como prática de saúde pública;
  • Política, planejamento estratégico, gestão e atenção em saúde;
  • Conceitos gerais de planejamento e metodologia de elaboração do planejamento estratégico;
  • Gestão da atenção em saúde: elementos para se pensar a mudança da organização na saúde;
  • Saneamento básico;
  • Vigilância sanitária no Brasil;
  • Avaliação de programas e serviços;
  • Ciclo da assistência farmacêutica nos programas estratégicos (federal, estadual e municipal);
  • Atenção à mulher, à criança e ao adolescente;
  • Atenção ao idoso;
  • Saúde mental;
  • Comunicação e participação interdisciplinares na educação em saúde.
  • O SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL
  • História das Políticas de Saúde no Brasil;
  • A Reforma Sanitária e a Construção do SUS;
  • O Sistema Único de Saúde;
  • Princípios e Base Legal do SUS;
  • Orçamento da Seguridade Social e Formas de Financiamento do Setor
  • A Implementação do SUS nos Anos 90;
  • O Papel das Normas Operacionais Básicas no Processo de Descentralização e Regionalização;
  • Organização do Sistema Único de Saúde;
  • Organização da Média e Alta Complexidade;
  • Organização da Atenção Hospitalar;
  • Principais Características dos Subsistemas Públicos e Privados que Integram o SUS;
  • Setor Privado: Histórias, Modalidades e Formação;
  • História da Epidemiologia;
  • História Natural e Prevenção de Doenças;
  • Epidemiologia das Doenças Crônicas não Transmissíveis;
  • Indicadores de Saúde;
  • Bioestatística;
  • Medidas de Posição / Dispersão;
  • Noções de Probabilidade;
  • Testes Diagnósticos;
  • Noções de Amostragem;
  • Testes de Hipóteses;
  • Saúde da Família.
  • ENFERMAGEM E O PSF
  • Caracterização do sistema único de saúde (SUS);
  • Principais Definições Legais do SUS;
  • O processo de implantação do SUS: as normas operacionais;
  • Demanda por serviços de saúde;
  • Modelo de atenção básica;
  • Saúde da família;
  • Objetivos do programa de saúde da família;
  • As atribuições dos profissionais das equipes de saúde da família e saúde bucal;
  • Atribuições comuns a todos os profissionais;
  • Atribuições específicas;
  • A equipe de saúde bucal;
  • Definindo o perfil epidemiológico da área adstrita à unidade de saúde da família;
  • Identificando situações e fatores de risco;
  • Sistema de informação da atenção básica - SIAB;
  • A família e o processo de saúde-doença;
  • Visitas domiciliares;
  • A família e sua condição domiciliar;
  • Questões éticas;
  • Saúde da mulher;
  • Acompanhamento do pré-natal;
  • Exames laboratoriais na assistência do pré-natal e condutas;
  • Vacinação;
  • Atividades físicas;
  • Alimentação e ganho de peso durante a gestação;
  • Puerpério;
  • Prevenindo o câncer de mama;
  • Prevenção primária e fatores de risco;
  • Detecção precoce;
  • Prevenindo o câncer de colo de útero;
  • Resultados dos preventivos e condutas;
  • Saúde da criança;
  • Vacinação;
  • Saúde do adulto;
  • Hipertensão arterial sistêmica;
  • Diabetes mellitus;
  • Atribuições e competências da equipe de saúde da família na hipertensão arterial e no diabetes mellitus;
  • Prevenção do câncer de próstata;
  • Saúde do idoso;
  • Saúde mental;
  • Violência;
  • Alcoolismo e drogas;
  • Tuberculose;
  • Hanseníase.
  • ENFERMAGEM EM SAÚDE MENTAL
  • História da psiquiatria;
  • Primeiros hospitais psiquiátricos;
  • Aspectos culturais da loucura e da doença mental;
  • Philippe pinel;
  • Início da psiquiatria no Brasil;
  • Psicopatologia;
  • Funções psíquicas;
  • Atenção;
  • Sensopercepção;
  • Orientação;
  • Memória;
  • Inteligência;
  • Afetividade;
  • Pensamento;
  • Conduta e linguagem.
  • SAÚDE DA CRIANÇA
  • Saúde da criança;
  • Exame físico;
  • Inspeção;
  • Palpação;
  • Percussão;
  • Ausculta;
  • Cuidados com o recém-nascido;
  • Alimentação;
  • Crescimento e desenvolvimento;
  • Vacinação.
  • SAÚDE DA MULHER
  • Acompanhamento pré-natal;
  • Diagnóstico de gravidez;
  • Consulta de pré-natal;
  • Exames laboratoriais na assistência do pré-natal e condutas;
  • Vacinação;
  • Atividades físicas;
  • Alimentação e ganho de peso durante a gestação;
  • Fatores de risco para a gestação;
  • Algumas dicas para garantir uma gestação tranquila;
  • Queixas mais frequentes na gravidez e condutas;
  • Níveis de execução da assistência pré-natal;
  • Médico;
  • Enfermeiro;
  • Auxiliar ou técnico de enfermagem;
  • Agentes Comunitários de Saúde;
  • Puerpério;
  • Prevenindo o câncer de mama;
  • Prevenção primária e fatores de risco;
  • Detecção precoce;
  • Prevenindo o câncer de colo de útero;
  • Resultado dos preventivos e condutas;
  • Inflamação sem identificação de agente;
  • Resultado indicando metaplasia escamosa imatura;
  • Resultado indicando reparação;
  • Resultado indicando atrofia com inflamação;
  • Resultado indicando radiação.
  • SAÚDE DO ADULTO
  • Saúde do adulto;
  • Calendário de Vacinação do Adulto e do Idoso;
  • Hipertensão Arterial Sistêmica;
  • Estratificação de risco;
  • Atribuições e competências da equipe de saúde;
  • Agente Comunitário de Saúde;
  • Auxiliar de Enfermagem;
  • Diabetes Mellitus;
  • Classificação do Diabetes Mellitus;
  • Considerações importantes do tratamento do diabetes mellitus e da hipertensão arterial;
  • Prevenção de doenças e complicações cardiovasculares decorrentes da hipertensão arterial e diabetes mellitus;
  • Atribuições e competências da equipe de saúde da família na hipertensão arterial e no diabetes mellitus;
  • Agente Comunitário de Saúde;
  • Auxiliar e/ou técnico de Enfermagem;
  • Enfermeiro;
  • Médico;
  • Prevenção do câncer de próstata.
  • PROCEDIMENTOS TÉCNICOS EM SALA DE VACINA
  • Introdução à imunização;
  • Classificação das vacinas;
  • Vacinas vivas atenuadas;
  • Vacinas inativadas;
  • Intervalo entre as doses da mesma vacina;
  • Aplicação simultânea de diferentes tipos de vacinas;
  • Contra-indicação de vacinas;
  • Programa nacional de imunização;
  • Conservação dos imunobiológicos;
  • Funções de cada integrante da equipe;
  • Planta física;
  • Rede de frio;
  • Refrigeradores ou geladeiras;
  • Limpeza do refrigerador ou geladeira;
  • Leitura do termômetro analógico de momento, máxima e mínina;
  • Leitura do termômetro digital com cabo extensor;
  • Falta de energia elétrica;
  • Bobinas de Gelo Reciclável;
  • Caixas térmicas;
  • Imunobiológicos sob suspeita;
  • Instâncias de armazenamento;
  • Instância Nacional;
  • Instância Estadual;
  • Instância Regional ou Distrital;
  • Instância Municipal;
  • Instância Local;
  • Sala de vacina;
  • Aspectos operacionais;
  • Fatores próprios das vacinas;
  • Fatores inerentes ao organismo que recebe a vacina: mecanismos básicos da resposta imune;
  • Composição da vacina;
  • Conservação;
  • Vias de administração;
  • Surtos ou epidemias;
  • Campanha de vacinação;
  • Vacinação de escolares;
  • Vacinação de gestantes;
  • Vias de administração de vacinas;
  • Via Oral;
  • Preparo de vacinas em ampolas;
  • Preparo de vacinas em frascos;
  • Sugestões para diminuir a dor causada pelas injeções;
  • Via Intradérmica;
  • Via Subcutânea;
  • Via Intramuscular;
  • Calendário básico de vacinações de rotina;
  • Calendário de vacinação para crianças até seis anos de idade;
  • Calendário de vacinação para crianças maiores de sete anos e adolescentes;
  • Calendário de Vacinação para Adultos entre 20 e 59 anos;
  • Calendário de Vacinação para Adultos com 60 anos ou mais de idade;
  • Vacinas;
  • Vacina BCG;
  • Vacina contra poliomielite;
  • Vacina contra Hepatite B;
  • Vacina Tetravalente (DTP+HIB - Difteria, tétano, coqueluche e Haemophilus influenzae tipo B);
  • Vacina DTP (Tríplice bacteriana) - Difteria, tétano, coqueluche;
  • Vacina DT (Dupla bacteriana ou dupla adulto dT) - Difteria e tétano;
  • Vacina VTV (Tríplice Viral);
  • Vacina contra Febre Amarela;
  • Vacina contra Rotavírus;
  • Vacina contra Raiva;
  • Vacina contra Gripe H1N1 (Influenzae);
  • Vacina contra Pneumococo;
  • Vacina Meningocócica A + C;
  • Vacina Meningocócica C.
  • SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE
  • Caracterização do Sistema Único de Saúde (SUS);
  • Principais definições legais do SUS;
  • A Constituição Federal de 1988;
  • A Lei 8.080, de 19 de Setembro de 1990;
  • A lei 8.142, de 28 de Dezembro de 1990;
  • O processo de implantação do SUS: as normas operacionais;
  • A norma operacional básica 01/91;
  • A norma operacional básica 01/93;
  • A norma operacional básica 01/96;
  • A norma operacional de assistência à saúde NOAS/SUS;
  • Princípios e diretrizes do SUS;
  • Modelo de atenção básica.
  • HANSENÍASE
  • Hanseníase;
  • Modo de transmissão;
  • Formas da doença;
  • Diagnóstico;
  • Tratamento;
  • Esquema paucibacilar (PB);
  • Esquema multibacilar (MB);
  • O autocuidado;
  • Atribuições do enfermeiro no programa da hanseníase.
  • TUBERCULOSE
  • Tuberculose;
  • A definição de caso de tuberculose;
  • Tratamento;
  • Esquema I;
  • Esquema II;
  • Esquema III;
  • Reações Adversas produzidas pelos medicamentos utilizados no tratamento da tuberculose;
  • A organização da busca de casos na comunidade;
  • Atividades realizadas pelas equipes de saúde;
  • Atribuições do Enfermeiro no Programa de Tuberculose.
  • Como funciona o curso?

    Os cursos da UNIG Digital te ensinam por intermédio da EaD (Educação à Distância), com conteúdos interativos (Web Aula). A UNIG Digital oferece cursos livres, de atualização e qualificação profissional que são destinados a proporcionar ao profissional conhecimentos que permitam o desenvolvimento de novas competências.

    Ele é autorizado pelo MEC?

    O MEC (Ministério da Educação), trata da política nacional de educação em geral, mas autoriza apenas cursos em níveis de Graduação e Pós-graduação. Os cursos livres, técnicos e profissionalizantes são autorizados pelas Secretarias Estaduais de Educação.

    Vou aprender mesmo?

    Os cursos da UNIG Digital são dinâmicos e com várias vantagens comparadas a um curso presencial. Você terá recursos como:

    • Praticidade - Poderá assistir seus cursos de qualquer lugar em qualquer dispositivo conectado à internet.

    • Flexibilidade TOTAL de estudo, 24h por dia.

    Como funciona a avaliação final?

    No portal da UNIG Digital temos dois tipos de avaliação final:

    • Avaliação Online dos Cursos Profissionalizantes: 20 questões objetivas, as quais devem ser feitas em 2 horas, prova única e referente a todo o conteúdo do curso.
    • Avaliação Online dos Cursos Livres: 10 questões objetivas, as quais devem ser feitas em 1 hora. Oferecemos a oportunidade ser feita a prova duas vezes em caso de reprovação.

    Os estudos, atividades e avaliações devem ser feitos dentro do prazo estipulado no calendário do curso.

    A média final deve ser igual ou superior a 60% para a conclusão e recebimento do certificado do curso.

    Em caso de reprovação, o aluno poderá efetuar sua rematrícula com 70% de desconto no valor do curso entrando em contato com o nosso Serviço de Relacionamento com o Cliente. Dessa forma, será possível estudar novamente todos os módulos do curso e fazer uma nova avaliação online.

    Os cursos gratuitos não possuem rematrícula, nova avaliação, atividades reflexivas e descritivas.

    Meus cursos valem horas complementares?

    Todos nossos cursos valem como horas complementares necessárias para a conclusão do seu curso de Graduação.

    Para o abatimento das horas complementares, basta concluir com êxito o curso escolhido e realizar a prova final.

    A quantidade de horas contabilizadas deverá passar pela análise da Coordenação de Horas complementares, e fica a critério da Unig o número de horas válidas para cada curso, podendo ser total ou parcialmente equivalente às horas referidas pela Universidade.

    Acertando 60% da avaliação final você receberá seu certificado digital. A partir disso você deverá apresentar esse certificado na secretaria do seu campus para solicitar o abatimento de horas complementares.

    Tem certificado?

    Os alunos aprovados receberão o Certificado Digital em seu espaço virtual, após a nota média e prazo mínimo de estudo exigido.

    Caso o aluno queira uma versão impressa de seu certificado Digital, deverá ser efetuado o pagamento da taxa de emissão e envio.

    Os cursos da UNIG Digital lhe dão a certificação de capacitação profissional, aperfeiçoamento e extensão. É importante saber que esses títulos não se equivalem às certificações de cursos técnicos ou de formação escolar, e não dão o direito de assumir responsabilidades técnicas.